Já parou para pensar, em quantas vezes você troca de marcha, enquanto dirige? Muitas, certo? Daí a importância de ter um bom sistema de embreagem. Afinal, ele é um dos principais componentes do veículo, e é responsável por uma parte fundamental: o controle de velocidade. Dessa forma, é preciso muita atenção para identificar os sinais de uma embreagem com problema.

No post a seguir, descubra quais são eles e veja por que é importante trocar o kit de embreagem. Saiba também alguns hábitos que você precisa evitar, para não prejudicar a sua embreagem.

Como identificar se sua embreagem está com problema?

No câmbio automatizado ou manual, o sistema de embreagem faz a ligação entre volante e motor. Dessa forma, é possível controlar todos os movimentos que o carro faz, como:

  • sair do lugar;
  • acelerar;
  • desacelerar;
  • não afogar na troca de marchas.

Mas quando esse sistema começa a se comportar de forma diferente, pode significar sinais de uma embreagem com problema. Ou seja, talvez você precise fazer a troca de embreagem.

Nessa situação, fazer a troca de marchas pode ser algo complicado. Dessa forma, o veículo pode apresentar:

  • resistência ao trocar de marcha;
  • pedal rígido;
  • deslizamento;
  • embreagem travada;
  • barulho ao acionar o sistema;
  • trepidação da embreagem.

Por que é importante fazer a troca de embreagem?

Diante de qualquer um desses sinais, é importante ir a um centro automotivo para averiguar a necessidade de trocar o kit de embreagem.

Aliás, você não deve ignorar ou retardar essa troca, pois pode ter problemas sérios. Além de multas por sistemas com mal funcionamento, já imaginou dirigir pelo centro de São Paulo e o seu carro parar de repente? Se for em uma rua tranquila, talvez você consiga controlar a situação. Mas e se for na região da Avenida Paulista? Pode acontecer um acidente de trânsito e um gasto muito maior do que uma simples troca de embreagem.

Sendo assim, é preciso atenção. De forma geral, uma embreagem pode durar 40 mil quilômetros. Saber disso é importante para, pelo menos, ficar de olho na troca, mesmo que ela não apresente algum sinal de errado.

Hábitos a serem evitados

Outro ponto importante que você precisa conhecer, é que a forma como você dirige também pode fazer com que essa margem de quilômetros rodados, seja maior ou menor. Por isso, antes de tudo é preciso evitar certos hábitos — ruins — de direção:

  • trocar marcha sem usar a embreagem;
  • dirigir com o pé na embreagem;
  • usar marcha incompatível com a velocidade;
  • deixar o carro engatado no semáforo.

Como fazer a troca de embreagem corretamente?

Como você viu, o sistema de embreagem é complexo e muito importante para o carro. Por isso, é preciso cuidar bem, para que não se desgaste e gere ainda mais problemas e gastos.

Uma das melhores formas de fazer isso, é pela revisão do sistema, ao perceber qualquer sinal de mau funcionamento. Além disso, revisar a embreagem quando já se tem uma boa faixa de quilômetros rodados, é fundamental. Mas para isso tudo, é preciso contar com um bom centro automotivo.

Na Brake Stop, por exemplo, trabalhamos há mais de 30 anos com reparação automotiva. Com experiência e parcerias de qualidade, podemos averiguar os sinais de uma embreagem com problema e identificar se há necessidade da troca de embreagem. Além disso, você encontra todos os serviços necessários para rodar tranquilamente por qualquer pista.

Precisa revisar a embreagem?  Fale com a gente e confira como podemos ajudar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.